2018: Brasil do Amanhã debateu Energia

Esquerda
 

Mais eficiência energética e incentivo para energias renováveis

Para discutir o futuro da energia e seus impactos no desenvolvimento do país, a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã realizou um debate no dia 01 de outubro, das 18h às 21h, no auditório do Museu do Amanhã.

Com abertura de Ricardo Piquet, Diretor-Geral do IDG, e curadoria de Roberto Kishinami, Gerente do Programa de Energia e Eficiência Energética do Instituto Clima e Sociedade, a mesa de debates foi composta por: 

Sérgio Leitão, Diretor Executivo do Instituto Escolhas  

Edson Silva, Diretor de Estratégia e Regulação da Engie Brasil Energia  

Amanda Schutze, Climate Policy Initiative e PUC-Rio 

Eliane Borges, Coordenadora Nacional do Macrossegmento Energia – Sebrae  

A mediação foi da jornalista Juliana Rosa (GloboNews).

Clique aqui e veja as fotos deste evento.

2018: Brasil do Amanhã debateu Energia

Propostas da Plataforma 2018: Brasil do Amanhã para Energia

As propostas que surgiram do debate promovido pela Plataforma 2018: Brasil do Amanhã sobre o tema Energia foram:

* Que haja o incentivo aos consumidores para que usem energias renováveis, como a solar

* Que haja modernização do Marco Regulatório com transparência

* Que o país melhore a sua Eficiência Energética

* Que as indústrias invistam em melhorias tecnológicas para que haja menor demanda por energia

* Que haja programas de educação para a sociedade para que a população saiba os prós e contras de cada modelo de produção de energia e possa escolher os que trazem menos danos ao meio ambiente. 

Verde

Acompanhe ao vivo

Esquerda
 

O Brasil do Amanhã nas Redes Sociais

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã esteve no Facebook, no Twitter, no Instagram, no YouTube e no Spotify convocando os brasileiros e as brasileiras para que participassem de nossas conversas, compartilhassem o nosso conteúdo e juntos construíssem o #BrasildoAmanhã. 

Esquerda
 

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã foi uma iniciativa do Museu do Amanhã, com apoio da Fundação Roberto Marinho, da Globo, da GloboNews, do Instituto Clima e Sociedade (iCS) e do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).