2018: Brasil do Amanhã debateu Cultura

Esquerda
 

Cultura e desenvolvimento econômico

Para debater os desafios nacionais para incrementar a economia da cultura como eixo de desenvolvimento estratégico para o Rio e para o Brasil, a Plataforma 2018: Brasil do Amanhã realizou um evento ao longo do dia 30 de julho, das 15h às 21h, no auditório do Museu do Amanhã.

A programação especial foi composta por dois blocos de debates. No primeiro bloco, com início às 15h, foram debatidos os resultados da pesquisa JLeiva Cultura nas Capitais, em duas mesas. O segundo bloco, com início às 18h e abertura de Ricardo Piquet, Diretor-Presidente do Museu do Amanhã, debateu a produção cultural no Brasil e os desafios para atração e fidelização de públicos, assim como para autofinanciamento.

Clique aqui e veja as fotos do evento. 

Programação do dia 30.07.2018

Primeiro bloco:

14h30 às 15h - Credenciamento.

15h às 16h45 - Mesa 1 - “Hábitos Culturais dos Brasileiros” - Acesso e Exclusão

Apresentação: João Leiva (JLeiva Cultura & Esporte) e  Ricardo Meirelles (PrimaPágina). Debatedores: Marlene Treuk (Datafolha), Jailson de Souza e Silva (Observatório das Favelas) e Luis Marcelo Mendes (Cultivia)

16h45 às 17h - Intervalo

17h às 18h30 - Mesa 2 - O perfil de quem vai e quem não vai a atividades culturais
Apresentação: João Leiva (JLeiva Cultura & Esporte) e  Ricardo Meirelles (PrimaPágina). Debatedores: Marlene Treuk (Datafolha) Flávia Oliveira (Jornal O Globo) e Regina Novaes (UNIRIO).

Segundo bloco:

18h às 19h - Coquetel

19h às 21h - Brasil do Amanhã debate Cultura: como ampliar a representatividade do setor na construção do país que queremos. Curadoria: Ricardo Piquet, Júnior Perim e Cláudio Lins de Vasconcelos.

A mesa de debates foi composta por:

  • João Leiva (JLeiva Cultura e Esporte) - Hábitos Culturais dos Brasileiros
  • Leandro Valiati (UFRGS) - Dados macroecnômicos da Cultura.
  • Julliana Araujo (VOID) - Novos modelos de produção cultural autossustentáveis
  • Afonso Borges (Fliaraxá/Sempre um Papo) - Produção cultural literária em novos tempos

A mediação foi da jornalista Cristina Aragão (GloboNews).

Verde

Propostas da Plataforma 2018: Brasil do Amanhã para Cultura

As propostas que surgiram deste dia de debates foram:

* Fomentar a Cultura como eixo de Desenvolvimento Econômico para o país.

* Incentivar o acesso dos idosos e das mulheres às atividades culturais.

* Aumentar os investimentos do país em escolaridade e na geração de renda para que haja maior interesse por ações culturais.

* Descentralizar os investimentos em Cultura dos grandes centros para universalização do acesso à Cultura.

Estamos certos de que a Cultura pode gerar muitos empregos para o Brasil e nos diferenciar no mundo. Cobre de seus candidatos propostas concretas para o fomento da Cultura no Brasil.

Verde

Propostas 2018: Brasil do Amanhã para Cultura

Acompanhe ao vivo

Verde
Esquerda
 

O Brasil do Amanhã nas redes sociais

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã esteve no Facebook, no Twitter, no Instagram, no YouTube e no Spotify ajudando a construir o #BrasildoAmanhã. 

Esquerda
 

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã foi uma iniciativa do Museu do Amanhã, com apoio da Fundação Roberto Marinho, da Globo, da GloboNews, do Instituto Clima e Sociedade (iCS) e do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). Ela foi criada para elevar o nível da pauta política de 2018, ano de eleição presidencial no Brasil.